Cidades Povo Enganado

Primeiro dia de nova empresa de ônibus é um verdadeiro caos em Paulínia

Veículos velhos, quebrados, falta de acessibilidade e sujeira estavam entre as reclamações dos usuários do transporte público

11/01/2020 14h14 Atualizada há 7 meses
Por: Zatum Notícias Fonte: Raoni Zambi
No primeiro dia ônibus quebraram e trabalhadores tiverem que caminhar para chegarem em seus destinos (Crédito: redes sociais)
No primeiro dia ônibus quebraram e trabalhadores tiverem que caminhar para chegarem em seus destinos (Crédito: redes sociais)

Atrasos, ônibus que não passaram no horário e trabalhadores que perderam o dia de serviço, sujeira, falta de acessibilidade para PCDs (Pessoas com Deficiência), veículos velhos, barulhentos, quebrados e janelas que não abrem. Assim foi o primeiro dia de atividades da Terra Auto Viação em Paulínia, ao longo do sábado (11). O triste da história e ao mesmo tempo cômico, é que o governo Du Cazellato (PSDB) anunciou que a frota contratada seria nova. 

Em alguns casos, os veículos quebraram no meio do caminho e as pessoas tiveram que ir caminhando para o trabalho e demais compromissos. A nova empresa entrou no lugar da Passaredo, por meio de um contrato emergencial de seis meses. 

Nas redes sociais, o assunto viralizou e era o principal tema de conversa em grupos de Facebook e WhatsApp. “Para quem reclamava da Passaredo vai ter muito mais para reclamar da nova empresa. Que ônibus velho é esse gente?! Estou passada! Muito apertado e abafado. imagina no horário de Pico! Vamos morrer!”, escreveu Cristiana Barbosa. 

A dona de casa Roseli Cardoso, 40 anos, contou que sua roupa ficou suja dentro do ônibus, na linha Centro/João Aranha. “Os veículos são imundos, fedidos e barulhentos. As janelas não abriam e todo mundo reclamava do calor”, disse. 

Acessibilidade

O psicólogo Daniel Pegoraro, 35 anos, que utiliza uma cadeira de rodas para sua locomoção, está literalmente revoltado e indignado com a situação. Ele afirmou que vai fazer um BO (Boletim de Ocorrência) e representar a prefeitura e a Terra Auto Viação no MP (Ministério Público). “Não fui até a delegacia porque os ônibus não tem acessibilidade. Mas vou tomar as providências adequadas. Não vou permitir que desrespeitem os nossos direitos”, afirmou o psicólogo, que também milita em prol dos direitos de PCDs. 

Em texto divulgado no WhatsApp, o vereador e líder de governo na Câmara de Cazellato, o parlamentar Fábio Valadão (PRTB), relatou que por ser uma fase de transição, os “transtornos” seriam normais. No entanto, ele espera que os problemas sejam resolvidos nos próximos dias. 

A reportagem não conseguiu contato com nenhum representante da Terra Auto Viação. O espaço está aberto para manifestações. 

Leia na íntegra o posicionamento da Prefeitura de Paulínia:

A Prefeitura de Paulínia informa que desde a madrugada deste sábado, 11, está fiscalizando a operação da Terra Auto Viação, nova responsável pelo transporte público no município.

Servidores , secretários e o prefeito estão nas ruas monitorando e acompanhando os veículos, ouvindo as críticas e sugestões da população.

A empresa já foi notificada para que tome as devidas providências e cumpra com a proposta apresentada.

A Administração Municipal lamenta os problemas ocorridos neste primeiro dia e reforça que está empenhada em oferecer aos munícipes um transporte público de qualidade.

Para ficar bem informado curta a página no Facebook:  https://www.facebook.com/zatumnoticias