WhatsApp

Envie fotos e vídeos pelo WhatsApp: 19 98727-4956

anuncie aqui
Walter
reder
Fique sabendo!!!

Afinal, o que é moda?

Leia a coluna de Fernanda Machado!!!

Moda com Fernanda Machado

Moda com Fernanda MachadoFernanda Machado é formada em Educação Física pela universidade de São Carlos, em pedagogia na Puc-Campinas e fez graduação e pós em Moda na Santa Marcelina. Ela atua como consultora de Imagem e Estilo e há 29 anos atende amigas e amigos na Fernanda Machado Calçados e Acessórios em Paulínia e demais cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas).

14/11/2019 18h24Atualizado há 4 semanas
Por: Zatum Notícias
Fonte: Fernanda Machado
A colunista Fernanda Machado (Crédito: arquivo pessoal)
A colunista Fernanda Machado (Crédito: arquivo pessoal)

Esses dias fiquei divagando sobre o que é a moda realmente, seus significados, e fazendo correlações com a área na qual sou formada.

Com o “boom” de alguns anos para cá de blogs, blogueiras, insta-bloggers, youtubers, entre outras “digital influencers”, parece que fez com que o mundo da moda e a descoberta do estilo se aproximassem mais da realidade das pessoas, até então um pouco distante. Mas, ao mesmo tempo houve uma banalização ainda maior pelo fato de haver muita gente sem qualidade de conteúdo e fundamento para estar falando sobre esses assuntos, além de muitas ficarem só na imagem artificial do look do dia, e o pior: influenciando muitas pessoas que seguem o que inúmeras bloggers usam e acreditam no que elas dizem, sem questionar nada. Enfim, a moda já era considerada futilidade aqui no Brasil, e acredito que ainda seja considerada assim, como algo banal, de pessoas fúteis e “cabeça vazia”.

Bom, a moda é algo cultural, ou seja, criação do ser humano a partir do momento em que começou a viver em sociedade e que o diferencia de outros seres vivos do planeta, pois os animais não vestem roupas, permanecem nus. A partir disso, a roupa, além de distinguir a diferença entre o sexo masculino e feminino, demonstra de onde vem aquela pessoa, de qual cultura e nível social ela pertence porque as roupas e acessórios sempre simbolizaram o social e o econômico. Há séculos atrás, certos tecidos e tingimentos eram de uso somente da aristocracia, outros da nobreza, por exemplo.

Um filósofo que estuda muito sobre a moda e o luxo, e já escreveu livros bem polêmicos é o francês Gilles Lipovetsky. Em um de seus livros fala que a moda é um evento relativamente recente no mundo, pois teve sua fase inicial no século XIV à partir de transformações sociais da época. As roupas e adereços mais deslumbrantes eram reservados apenas para a nobreza, e com o desenvolvimento dos comércios surgiu uma nova classe, a burguesia, que na busca pelo reconhecimento passou a trajar-se como os nobres. Porém, as vestes dos nobres eram uma tradição seguida, pois eram as mesmas usadas pelos seus ancestrais, e com isso viram-se obrigados a inovar, e com o intuito de distinguir-se, acabaram por modificar por completo sua aparência. E foi assim que surgiu a moda.

Hoje em dia a moda está mais acessível a todos devido à produção em larga escala, publicidade maciça nos veículos de comunicação, e principalmente pela cultura atual do consumismo e da felicidade colocada no material, que resumindo é a ideia de que para sermos felizes precisamos ter aquele sapato, aquela saia, esta aparência etc. Como se o material e o estético fossem mudar alguma coisa em nossas vidas, entretanto não mudam.

A função da moda atualmente não é mais aquela de identificação da origem da pessoa, de onde ela vem e de qual classe social ela pertence através da vestimenta, mas algo imposto pela cultura vigente, e uma forma de dizer algo simbolicamente de acordo com aquilo que se veste. Porém há um lado ruim, pois se a cultura e a moda atual pregam o individualismo, somos tão bombardeados pela mídia sobre o que devemos usar que muitas pessoas não conseguem diferenciar entre o que elas realmente gostariam de vestir e o que usam só porque a sociedade impõe de maneira indireta que devem usar. Resumindo: a maioria das pessoas acabam não sendo elas mesmas e deixam de lado seus próprios desejos para se encaixarem nos padrões massificados da moda que apesar de pregar tanto pelo individual está massificada, deixando para muitos pouco espaço para pensarem sobre quem são realmente em seu íntimo e poderem expressar sua personalidade através das roupas e acessórios.

Uma tendência em alta no momento é a customização, fenômeno que começou a se tornar mais evidente com a grife italiana Gucci nas últimas temporadas, por causa das suas bolsas e jaquetas que podem ser customizadas com patches e bordados ao gosto do cliente. Inclusive, inaugurou recentemente em Milão sua primeira loja em que é possível customizar essas peças. Lendo matérias em revistas de moda à respeito deste assunto, teve gente que falou que isso era algo que inaugurava o individual na moda, você ter algo seu personalizado ao próprio gosto. Eu particularmente discordo, pelo fato de você só poder escolher dentro daquilo que a loja te oferece, então que personalizado é esse? Que liberdade é essa? Muitas terão a mesma it-bag com a única diferença de disporem de apenas alguns patches levemente diferentes entre si. Ou seja, uma personalização bem massificada.

Acho que é aqui que começa a entrar a questão sobre desenvolver o próprio estilo. Acredito que só à partir da descoberta de quem se é verdadeiramente, do contato com o seu interior é que podemos nos tornar mais críticas(os) em relação ao que a sociedade nos impõe porque realmente vivemos em uma sociedade/cultura muito confusa, repleta de estímulos e excesso de informações que nos confundem cada vez mais. Mas, este será tema para um próximo post! Aguardem e enviem suas dúvidas.

Tenham um feriado divo!!!!

Beijos até nosso próximo encontro no zatum

Fernandinha Gradim

Consultoria

Imagem

Estilo

Moda

Escritório de consultoria:

Rua General Osório, 385, bairro Calegaris, ao lado da Loja Fernanda Machado. Atendimento com horário agendado. Telefone de contato: (19) 98854-6096, de segunda a sexta das 12h às 19h30 e aos sábados das 12h às 18h. 

Para ficar bem informado curta a página no Facebook:  https://www.facebook.com/zatumnoticias 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas