WhatsApp

Envie fotos e vídeos pelo WhatsApp: 19 98727-4956

Walter
reder
anuncie aqui
Paulínia

Secretaria de Saúde abre sindicância para apurar morte de menino no HMP

Mãe disse é a favor da investigação para que outras

22/10/2019 18h37Atualizado há 4 semanas
Por: Zatum Notícias
Fonte: Raoni Zambi
Morte do pequeno Nícolas será investigada
Morte do pequeno Nícolas será investigada

A Secretaria de Saúde de Paulínia informou na tarde desta terça-feira (22) que determinou a instauração de uma sindicância para investigar a morte do estudante Nícolas Samuel Ribeiro de Oliveira, 9 anos, que morreu no Hospital Universitário de Jundiaí após passar mal durante a semana inteira e, segundo a sua mãe, a dona de casa Kelen Regina Ribeiro, 29 anos, não receber o diagnóstico adequado no HMP (Hospital Municipal de Paulínia), pelo menos em duas ocasiões.

A sindicância deverá apurar quais foram as causas da morte e se houve algum tipo de negligência por parte dos profissionais de saúde que atenderam o garoto. Quando a investigação termina ou os métodos de investigação não foram informados. Os profissionais que vão compor o processo também não foi comunicado. Kelen relatou que é a favor da investigação. 

“Não quero que outras mães sofram, a questão agora é essa. Com os exames certos, tudo poderia ter sido evitado”, afirmou a mãe. Ela tem mais três crianças para cuidar.  

Histórico

Kelen relatou que o menino começou a passar mal no domingo (13) passado. Ele sentia dores de barriga e não queria se alimentar. Nícolas foi levado ao hospital e o médico que realizou atendimento receitou Dipirona e Prasil. Como não houve melhora e o quadro piorava, o garoto foi novamente levado ao hospital, na terça-feira (15). 

De acordo com Kelen, mais uma vez foi receitado Dipirona e dessa vez foi dado soro. O médico que atendeu Nícolas disse que se tratava de uma virose. Porém, a criança não apresentava avanços em seu estado de saúde e na quinta-feira (17) o menino foi levado mais uma vez ao HMP. Dessa vez, com o estado de saúde ainda mais agravado, e atendido por uma médica, Nícolas ficou internado e foi realizado um exame de Raio-X. 

Os profissionais que atenderam o estudante disseram que ele tinha uma pneumonia. Enquanto isso, a saúde de Nícolas piorava. Como em Paulínia não existe UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) Infantil, o pequeno foi levado para Jundiaí, para receber atendimento médico adequado, na sexta (18). 

Exames

Com exames mais completos, foi constatado, segundo a mãe de Nícolas, que ele não tinha pneumonia, como foi dito no Hospital de Paulínia, mas água no pulmão. Também foi constatado que os dois rins da criança não estavam funcionando. Tal fato não foi contado para a família da criança ou examinado no HMP, de acordo com Kelen. 

No domingo pela manhã, o pequeno sofreu uma parada cardíaca e morreu, no Hospital Universitário de Jundiaí, onde estava internado.  A dona de casa ainda contou que Nícolas era um garoto “feliz, alegre, que se alimentava bem e ótimo filho”. Ele completaria 10 anos no dia 12 de dezembro próximo. A criança foi sepultada na manhã de segunda-feira (21), em Paulínia. 

Cremesp

A reportagem procurou o Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) e aguarda o retorno. O Hospital Universitário de Jundiaí confirmou que Nícolas esteve na unidade e que faleceu no domingo. 

Leia a nota da Secretaria de Saúde sobre o caso:

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que determinou a Direção do Hospital Municipal de Paulínia (HMP), a abertura de sindicância interna para apuração dos fatos relacionados ao atendimento do paciente N.S.R.O., que veio a óbito no domingo, 20, no Hospital Universitário de Jundiaí, após ser atendido no HMP. 

A Secretaria de Saúde na pessoa do secretário doutor Fábio Alves, reitera o compromisso da atual Administração pela busca incessante da melhoria da assistência prestada a população de Paulínia, com qualidade, atendimento humanizado, transparência e ética profissional.

Toda Prefeitura de Paulínia se solidariza com os familiares em sua dor, manifestando pesar, assim com o compromisso de investigação na busca do completo esclarecimento sobre o ocorrido.

Para ficar bem informado curta a página no Facebook:  https://www.facebook.com/zatumnoticias 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.