Sábado, 21 de Maio de 2022
21°

Alguma nebulosidade

Campinas - SP

Dólar
R$ 4,88
Euro
R$ 5,15
Peso Arg.
R$ 0,04
Cidades Monte Mor

“Os vereadores devem fazer justiça e nos representarem”, afirma autor da denúncia sobre os “médicos fantasmas”

Câmara vota nesta quarta a continuidade ou arquivamento da denúncia

19/01/2022 às 14h32 Atualizada em 19/01/2022 às 16h36
Por: Zatum Notícias Fonte: Raoni Zambi
Compartilhe:
Vereadores de Monte Mor em sessão na Câmara (Crédito: divulgação)
Vereadores de Monte Mor em sessão na Câmara (Crédito: divulgação)

O autônomo Paulo Alves, 40 anos, autor da denúncia sobre a CP (Comissão Processante), que apura o pagamento de salários para “médicos fantasmas” em Monte Mor, espera que os vereadores prossigam com a investigação. Nesta quarta-feira (19), a partir das 17h30, os três integrantes da comissão decidirão  pela continuidade ou arquivamento dos trabalhos. 

Para a investigação continuar é necessário que a Comissão decida dar andamento à apuração. Caso contrário,  o processo é levado ao plenário, para ser votado. Para ser arquivado é necessário oito votos, ou a maioria simples do plenário. 

A CP pode resultar na cassação do mandato do prefeito Edivaldo Antônio Brischi (PTB), que é acusado de pagar médicos nos meses de agosto e setembro de 2021, mas que não prestaram serviços à população. 

“Como cidadão acredito que a Justiça é algo que buscamos em casos de desvio ou mau uso de recursos públicos. Quero que os parlamentares nos representem e defendam os interesses da população”, afirmou Paulo Alves. 

O denunciante também relatou que os serviços relacionados à saúde pública são precários em Monte Mor. “Tudo está muito ruim, e ainda foram gastos aproximadamente R$ 700 mil de forma inadequada. Estou revoltado. Justiça precisa ser feita”, afirmou. 

Nos bastidores, entre os vereadores, o clima é de prosseguimento das investigações. Para ser aprovado o início da CP, 11 parlamentares votaram favoravelmente e três foram contrários. 

A CP é composta pelos vereadores Nelson Almeida (Solidariedade), presidente, Andrea Garcia (PTB), relatora, e Professor Fio (PTB), membro. O processo foi aberto no dia 6 de dezembro, e caso não seja encerrado nesta quarta, será finalizado no início de março. 

Outro Lado

A reportagem procurou o prefeito Edivaldo Antônio Brischi para se manifestar sobre o assunto, mas até a publicação do texto nenhum retorno havia sido enviado. O espaço está aberto, importante salientar. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Campinas - SP Atualizado às 16h44 - Fonte: ClimaTempo
21°
Alguma nebulosidade

Mín. Máx. 22°

Dom 24°C 10°C
Seg 24°C 11°C
Ter 26°C 12°C
Qua 27°C 13°C
Qui 27°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete