Sábado, 21 de Maio de 2022
21°

Alguma nebulosidade

Campinas - SP

Dólar
R$ 4,88
Euro
R$ 5,15
Peso Arg.
R$ 0,04
Cidades Revoltante

Professor é preso por estuprar pelo menos seis alunos de escola pública

Acusado abusou de meninos com idades entre 12 e 15 anos de idade

20/12/2021 às 19h22
Por: Zatum Notícias Fonte: Diógenes Campos
Compartilhe:
Professor preso em Amparo (Crédito: https://www.tribunadasaguas.com.br)
Professor preso em Amparo (Crédito: https://www.tribunadasaguas.com.br)

O professor D.C.X., de 35 anos, foi preso na sexta-feira (17) passada, em Amparo, após ser acusado de estupro de vulnerável. Ele é acusado de abusar sexualmente de pelo menos seis adolescentes, com idades entre 12 e 15 anos de idade. 

A detenção foi determinada pelo juiz da 1ª Vara de Amparo, Fernando Leonardi Campanella, que acatou pedido do MP (Ministério Público).

O acusado, na condição de professor e tutor, teria praticado abusos sexuais contra alunos da Escola Estadual Doutor Nelson Alves de Godoy, no Distrito de Três Pontes.  O professor foi preso na casa dele. 

Segundo os relatos das vítimas, a forma dos abusos sempre seguia o mesmo tipo de assédio. O suspeito abraçava e passava as mãos nas coxas e nas partes intimas dos adolescentes. O acusado foi encaminhado ao presídio de Piracaia.

Além da prisão, foi autorizado o mandado de busca e apreensão de aparelhos celulares relacionados ao professor, com autorização para quebra de sigilo telefônico.

A Polícia Civil tem a expectativa que, no período da prisão temporária, mais vítimas compareçam à delegacia acompanhadas pelos responsáveis para prestar depoimento. O reconhecimento dos jovens com o professor também é previsto.

O Conselho Tutelar e a Educação de São Paulo informaram que prestam assistência, inclusive psicológica, aos estudantes e famílias.

O Código Pena prevê no artigo 217ª que a pena por estupro de vulnerável e de 8 a 15 anos de prisão.

Reclamações

As reclamações, de acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil nesta segunda-feira (20), foram feitas no livro de registros da unidade, disponibilizado para que os estudantes anotem as queixas que têm a respeito de acontecimentos que envolvam a instituição de ensino.

Entenda o caso

O caso teve início quando a avó de um dos jovens procurou o Conselho Tutelar de Amparo para informar que o neto teria sido molestado pelo professor.

De posse da informação, o Conselho Tutelar acionou a direção da escola e alertou sobre a importância de acolher o jovem, pois provavelmente novos casos poderiam aparecer. No dia seguinte, a direção da escola procurou novamente o Conselho Tutelar de Amparo para informar o aparecimento de outras cinco denuncias de abusos.

Após a ciência das denúncias, os pais dos jovens foram chamados a escola para uma reunião que ocorreu no dia 9 de dezembro. 

Na reunião, os conselheiros falaram da importância de registrar boletins de ocorrência sobre o caso, pois havia ocorrido crimes e também para permitir ao Conselho Tutelar dar os encaminhamentos de proteção previstos em lei.

A reunião contou com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal) de Amparo bem como da Polícia Civil de Amparo.

A Delegacia de Polícia também foi informada sobre o caso. Com os boletins de ocorrência formulados, o Conselho Tutelar de Amparo procurou o Ministério Público para informar sobre o caso, isto ocorreu do dia 13 de dezembro. 

Na quinta-feira (16), a Justiça expediu mandado de prisão contra o professor. Também foi determinada a apreensão do aparelho celular do professor que seria periciado em busca de imagens e ligações suspeitas.

Acusação

A Polícia Civil de Amparo com a ajuda a direção da escola apurou que o acusado aproveitou a condição de professor e tutor dos jovens teria cometido estupro de vulnerável contra seis jovens com idade de 12 a 15 anos, do Distrito de Três Pontes.

Uma das vítimas chegou a relatar que todos os alunos da sala de aula teriam passados pela situação e que o professor pedia “silêncio” sobre o que estaria ocorrendo nas suas aulas.

(Com informações do Portal tribunadasaguas.com.br)

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Diogenes Acontece em Mogi
Diogenes Acontece em Mogi
Sobre Diógenes Campos tem 33 anos de idade, trabalha como Agente do Sistema Prisional e é Jornalista, com o MTB-90427/SP. Atualmente cursa Licenciatura em História pela Unicensumar. É um dos fundadores do maior GRUPO de facebook de Mogi Mirim, o ACONTECE EM MOGI. Como membro de uma das forças de Segurança Pública, sempre tentou levar, por meio de matérias, a rotina da polícia. Ele também atua como comentarista político da cidade.
Campinas - SP Atualizado às 15h44 - Fonte: ClimaTempo
21°
Alguma nebulosidade

Mín. Máx. 22°

Dom 24°C 10°C
Seg 24°C 11°C
Ter 26°C 12°C
Qua 27°C 13°C
Qui 27°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete