Sexta, 15 de Janeiro de 2021 18:38
Envie fotos e vídeos pelo WhatsApp: 19 98727-4956
Cidades Serviço

Chuvas torrenciais deixam cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) em Estado de Alerta

5 cidades da região vivem dramas de enchentes

13/01/2021 17h49 Atualizada há 2 dias
Por: Da Redação Fonte: Assessoria
Ruas transformam-se em rios (Crédito: capturada em vídeo)
Ruas transformam-se em rios (Crédito: capturada em vídeo)

As Defesas Civis de cidades da região estão em alerta em função dos temporais previstos até quinta-feira (14).

Cinco cidades já decretaram Estado de Alerta. Isso significa que a previsão de temporais já foram registradas , demandando apoio do governo do estado.

Áreas comprometidas passam a ser vistoriadas para análises com plano de contingência, requerendo laudos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (PT) e Instituto Geológico (IG).

Estado de alerta

Socorro - 33 mm

Estado de atenção

Campinas - 156 mm

Espírito Santo do Pinhal - 89 mm

Hortolândia - 118 mm

Monte Mor - 131 mm

Sumaré - 111 mm

Campinas é a cidade com maior índice de risco de inundações. 

Com dois dias com pancadas fortes nos finais da tarde, algumas regiões de Campinas vivem momentos de transtornos.

Árvores derrubadas, ruas e casas alagadas. 

10 pontos com risco de alagamento

Avenida Dr. Heitor Penteado (Kartódromo)

Rua Mario Garnero x Rua Isabelita Vieira (Sousas)

Avenida John Boyd Dunlop x Rodovia Anhanguera

Avenida das Amoreiras x Rua Las Casas dos Santos (São Bernardo)

Avenida das Amoreiras x Rua Dom Joaquim Mamede da Silva Leite (Jardim do Lago)

Avenida Carlos de Campos (Curtume)

Avenida Orosimbo Maia x Avenida Brasil

Avenida Orosimbo Maia x Rua Paula Bueno

Avenida Brasil x Avenida Barão de Itapura

Avenida Luis Smânio x Avenida Theodureto de Almeida Camargo (Jardim Chapadão)

Estado de Alerta

Esta classificação já denota ocorrências em decorrência do volume de chuva acumulado no período de três dias, atingindo pelo menos 80 milímetros.

Nessas condições o risco eminente da saturação do solo gera deslizamentos de terra e inundações.

O registro de chuvas torrenciais de maior impacto ocorreu entre a noite de terça e madrugada de quarta-feira. 

Alagamentos de casas e problemas no abastecimento de água foram registrados em Monte Mor.