Cidades Absurdo

Falta de ar-condicionado coloca vidas em risco no Hospital de Paulínia

Mulher de 60 anos está com infecção hospitalar

09/10/2020 12h58
Por: Zatum Notícias Fonte: Raoni Zambi
Pacientes estão sofrendo com o calor e correndo risco de contraírem mais doenças (Crédito: divulgação)
Pacientes estão sofrendo com o calor e correndo risco de contraírem mais doenças (Crédito: divulgação)

Há uma semana pacientes da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do HMP (Hospital Municipal de Paulínia) estão em quartos sem ar-condicionado, apesar do calor que tem feito nos últimos dias. 

Como a temperatura precisa ser mantida na média de 21% graus celsius para evitar a proliferação de bactérias, os internados correm o risco de terem seus quadros de saúde agravados, já que podem ser contaminados. A situação pode resultar, inclusive, em mortes. 

Para piorar, os aparelhos de ar-condicionado do Centro Cirúrgico também estão danificados e por isso dezenas de procedimentos, que deveriam ser realizados ao longo da semana, tiveram que ser cancelados, até que os equipamentos sejam consertados. 

O operador de empilhadeira Rodrigo Belloto Moreira, 38 anos, relatou que sua mãe, Cecília Carmem Belloto, 60 anos, está internada no HMP, na UTI, em razão do coronavírus. 

“É uma situação angustiante. A minha mãe está com uma infecção hospitalar, muito provavelmente em razão da falta de ar-condicionado. Uma cidade rica como Paulínia jamais poderia ficar nessa situação”, afirmou Belloto. 

Pelo menos 20 cirurgias deixaram de ser realizadas e aproximadamente 15 pessoas estão internadas no HMP. 

Importância

Em ambientes hospitalares,  os filtros dos aparelhos climatizadores são responsáveis pela retenção de fungos, bactérias e outros microrganismos nocivos à saúde humana.

O ambiente climatizado com qualidade do ar diminui a propagação de doenças transmitidas pelo ar, e também diminui o risco de infecções hospitalares, responsáveis pela prolongação do internamento de paciente. Além disso, com um ambiente confortável e saudável, os pacientes têm um aumento do bem-estar, o que influencia na sua recuperação.

Outro lado

Procurada, a Prefeitura de Paulínia não enviou nenhum retorno até o fechamento desta edição.