Cidades Economia

Auxílio emergencial oxigena economia regional

Cidades contam com auxílio federal para mitigar efeito COVID

02/09/2020 18h54
Por: Da Redação Fonte: Agência Brasil
Auxílio emergencial oxigena economia regional

Um dos temas de maior relevância do momento é a retomada da economia após o impacto das medidas de isolamento.

Todos os municípios terão que desenvolver ações de fomento econômico, no entanto, a base para mitigar a desaceleração econômica é o auxílio emergencial.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou no dia 1º de setembro que o auxílio emergencial será prorrogado em mais quatro parcelas de R$ 300. 

A movimentação em torno desta medida envolveu ministros e parlamentares da base do governo e transformou-se em um ato de governo na área econômica de grande envergadura.

O foco do auxílio é para os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados.

Trata-se de medida de proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia da covid-19. 

O benefício começou a ser pago em abril, e foi estabelecido em três parcelas de R$ 600.

A prorrogação do auxílio se deu por decreto, garantindo mais duas parcelas, no mesmo valor. E agora, com mais quatro parcelas, em valor menor, o benefício vai se estender até o final do ano.

Mais lidas