Cidades Maracutaia?

Por suspeita de irregularidades, tribunal barra licitação de R$ 37,8 milhões de Cazellato

Prefeito tem cinco dias para enviar processo para o TCE-SP

02/07/2020 21h02
Por: Zatum Notícias Fonte: Raoni Zambi
Cazellato, que é questionado pelo TCE-SP (Crédito: divulgação)
Cazellato, que é questionado pelo TCE-SP (Crédito: divulgação)

Por suspeitas de irregularidades, o TCE-SP (Tribunal de Contas) de São Paulo travou na quarta-feira (01) uma licitação de R$ 37,8 milhões que o prefeito de Paulínia, Du Cazellato (PSB), pretendia fazer para a iluminação pública da cidade. 

Os envelopes deveriam ter sido abertos nesta quinta-feira (02). Moradores e empresas fizeram questionamentos e apontaram supostas irregularidades.  As reclamações foram realizadas por RT Energia e Serviços Ltda., Pedro Henrique Fregonessi Infante, Luiz Gustavo de Arruda, R.P. Tomaz Construções e Obras Eireli, e Milvio Sanches Baptista. 

Agora, o conselheiro do TCE Dimas Ramalho deu cinco dias para Cazellato entregar a cópia do processo licitatório.  O assunto será investigado por técnicos do tribunal. A medida tem como objetivo evitar o desvio de dinheiro público. 

Irregularidades

Entre as irregularidades apontadas, segundo o TCE, estão a falta das artes e valores para a padronização de equipamentos e veículos, orçamento defasado, não foi exigido por parte da administração qualificação financeira adequada da empresa, o pregão e o sistema de  Registro de Preços para a licitação foram utilizados de forma errada,  exigência equivocada do  atestado de capacidade técnica acompanhado de cópia autenticada da CAT (Certidão de Acervo Técnico)  e extensão de rede de baixa tensão. 

Outro Lado

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Paulínia foi procurada para se manifestar sobre o caso. Até a publicação do texto nenhum retorno foi enviado. O espaço está aberto.