anuncie aqui
Saúde

Mudanças de hábitos para emagrecer (Coluna da nutricionista Kelly Camargo)

Estreia no Portal Zatum

Nutrição com Kelly Camargo

Nutrição com Kelly CamargoA nutricionista Kelly Camargo é pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, especialista em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Londrina e Bioquímica, Fisiologia, Treinamento e Nutrição Desportiva pela Unicamp. Atua há mais de 10 anos na área clínica e academias, e também em Grupos de Emagrecimento.

04/02/2020 14h31
Por: Zatum Notícias
Fonte: Kelly Camargo
400
A nutricionista Kelly Camargo (Crédito: arquivo pessoal)
A nutricionista Kelly Camargo (Crédito: arquivo pessoal)

Muitas pessoas tem o desejo de perder peso e alcançar o corpo desejado, principalmente durante o começo do ano. Porém, quando se fala em emagrecimento logo vem ao cérebro pensamentos negativos, algo restritivo  e ruim.

Às vezes, o conceito de emagrecimento é relacionado ao número na balança, mas a verdade é que o emagrecimento é uma consequência de mudanças de hábitos, e quando fala-se em mudanças de hábitos, sabemos que não é tão simples assim, pois, para mudar um comportamento é necessário reconhecer crenças e/ ou sabotagens internas e/ou externos que o impedem de mudar hábito. 

Reconhecer pensamentos ou emoções que o impedem mudar hábitos é  o 1º passo para processo de emagrecimento.

Muitas pessoas tem o costume de associar emagrecimento com dietas restritivas, e esse é o maior erro que as pessoas cometem, pois a restrição pode gerar transtornos relacionados à alimentação, como a compulsão, anorexia e bulimia.

No processo de emagrecimento deve-se levar em conta várias abordagens, principalmente a comportamental, pois, ter uma boa relação com a comida e com o corpo é um dos segredos do emagrecimento.

Não se pode ignorar os aspectos emocionais, culturais e sociais, pois, a comida tem um papel que vai além da visão nutricional. Portanto, é importante levar em conta esses aspectos. 

O 2º passo é identificar quais são os estímulos que ativam você a comer, os gatilhos mentais, emocionais, sociais, ambientais, olfativos e de mídias. Os gatilhos podem ser modificáveis, basta aprender a identificá-los.

O 3ª passo é adquirir a autorresponsabilidade, se auto responsabilizar sobre aquilo que acontece em sua vida e suas escolhas, mesmo que seja positivo ou negativo.

É possível modificar o ambiente das suas refeições, tolerar a vontade incontrolável e não encarar como algo proibitivo e, até planejar o dia que irá matar a vontade de comer aquele seu doce preferido.

Quando se encara o emagrecimento como algo positivo em nossas vidas, a perda de peso é uma consequência. 

Também ter uma boa relação com a comida, não existe alimento “bom” ou “ruim”, existem momentos adequados para consumir aquele determinado alimento que tanto deseja, como aquele versículo bíblico “Tudo eu posso, mas nem tudo convém”.

Assim, para emagrecer é necessário saber lidar com as emoções negativas de uma forma produtiva e manter um estilo saudável de acordo com sua realidade e rotina diária, sendo flexível e gentil, sem o sentimento de frustração e culpa.  Enfrentar tais desafios é fundamental para emagrecer. 

Para ficar bem informado curta a página no Facebook:  https://www.facebook.com/zatumnoticias

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.