Cidades Muita Água

Campinas entra em Estado de Atenção por causa do grande volume de chuvas

Não há registro de feridos em razão dos alagamentos

08/01/2020 11h51
Por: Zatum Notícias Fonte: Da Redação
Chuva na região central de Campinas (Crédito: Carlos Bassan)
Chuva na região central de Campinas (Crédito: Carlos Bassan)

Campinas voltou a entrar em Estado de Atenção, na manhã desta quarta-feira (08), em decorrência de 143,5 milímetros de chuva acumulada no período das últimas 72 horas. O índice de 24 horas somou 82,6 milímetros. 

Segundo a prefeitura, a Defesa Civil de Campinas intensificou as vistorias preventivas e o monitoramento de áreas onde há maior risco de deslizamento e inundação na cidade.

De acordo com a Defesa Civil, a região Noroeste de Campinas registrou maior volume de chuvas, com 107,2 milímetros acumulados em 72 horas. O vento atingiu maior intensidade às 17h50 de terça-feira (07), com 52,9 km/h, velocidade considerada baixa, o que não levou ao registro de quedas de árvores.

Foram levantados pela Defesa Civil 12 pontos de alagamento em Campinas, em bairros da região do Distrito do Campo Grande, como Jardim Florence, Residenciais Cosmos e Sirius e Jardim Antônio von Zuben, por exemplo. Houve um deslizamento de terra no bairro Cidade Satélite Íris I. Também foram registradas duas quedas de muro, no Parque da Amizade e no Jardim Planalto de Viracopos. 

Até o momento, segundo a prefeitura, não foram notificadas vítimas em decorrência das chuvas e a Defesa Civil está realizando o levantando se há casos de desabrigados.

Estado de Atenção

O alerta de Estado de Atenção para Campinas, do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), levou em consideração o acumulado de chuvas em tempo real do pluviômetro instalado na Vila Aeroporto, que registrou na noite 97 milímetros às 19h40 de terça.

De acordo com a Operação Verão 2019/2020, iniciada no dia 1º de dezembro e que se estende até 31 de março de 2020, o Estado de Atenção objetiva adotar medidas para redução dos riscos de desastres e, principalmente, minimizar as consequências das chuvas fortes e dos temporais recorrentes neste período. 

No site "Campinas Resiliente", o cidadão tem acesso a informações como alertas de temperatura e imagens de radares e dados do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e desastres (Cemade), com aviso de risco meteorológico, rede telemétrica dos rios Atibaia, Jaguari, Capivari, sensor de alagamento de Sousas, entre outros. O site pode ser acessado no endereço https://resiliente.campinas.sp.gov.br/.

Para ficar bem informado curta a página no Facebook: https://www.facebook.com/zatumnoticias